sexta-feira, 18 de fevereiro de 2011

Vivi um grande milagre ontem!

Quem acompanha o Inventando casa há algum tempo já deve ter lido aqui sobre a alergia alimentar do meu filho de 2 anos, o João Pedro. Se você não conhece a história dele, vou contar, porque só assim você poderá entender o tamanho do milagre que vimos ontem.
Numa segunda-feira, 08 de dezembro de 2008, cheguei com dores, ao consultório da minha obstetra, com 5 centímetros de dilatação e fui encaminhada para a maternidade. Já vinha a 5 semanas em repouso absoluto, com muitas contrações e dores, tomando medicamentos para evitar o parto prematuro e  injeções de corticóide para adiantar o amadurecimento dos pulmões do bebê. Mas não consegui segurá-lo por mais tempo no meu ventre, na 36ª semana o João Pedro veio ao mundo, no início da noite, lindo, rosado, mas logo começou a sufocar. Me desesperei, gritei, o neonatologista o internou na UTIN- UTI Neonatal. A emoção de dar à luz se transformou em impotência e desespero em fração de segundos, eu ali, anestesiada, barriga aberta, zonza, cabeça a mil, querendo levantar e correr pra perto do meu bebê. Quando fui encaminhada ao apartamento, meu marido me disse que o João estava na UTIN, que estavam fazendo exames pra saber o que ele tinha. Não consegui dormir, é claro! Queria levantar, ir a UTIN, ver meu filho.
Fui, desobedecendo todas as ordens médicas, no amanhecer da terça ver seu filho, porque toda mãe acha que o filho só estará bem perto dela, não é mesmo? Ainda mais um bebê e prematuro!
Quando o vi, meu coração parou de bater por um instante, acho que o mundo parou. Meu filhinho estava numa incubadora, com um aparelho no nariz levando oxigênio, o CIPAP, uma sonda nasogástrica, um catéter no coto umbilical, com muito desconforto respiratório. A respiração dele, mesmo com o aparelho era muito difícil, a barriguinha minúscula adentrava as costelas e subia  e esse movimento se repetia numa rapidez frenética  e o monitor de oxigênio apitando e marcando 60%, 65% . Eu senti pela segunda vez na minha vida, um abismo dentro da alma, uma dor, um desespero sem fim, uma sensação de até mesmo raiva de Deus. Porque? Não consegui ficar ali sem me lavar de lágrimas. Eu que sonhei com um parto normal, que sonhei amamentando meu filho, estava ali diante de um serzinho de pouco mais de 2 quilos e tanto sofrimento, já tomando antibióticos. Esperei de pé ao lado da incubadora pelo médico, queria saber tudo. Principalmente quando ele iria sair dali e o que ele tinha.
Descobri que o João estava com Sepssemia ou sepse. Aqui está a definição:

A sepse ou sepsis é uma síndrome que acomete os pacientes com infecções severas. É caracterizada por um estado de inflamação que ocorre em todo o organismo, secundária a invasão da corrente sanguínea por agentes infecciosos (geralmente bactérias).
A resposta inflamatória do organismo a uma invasão microbiana maciça pode ser tão intensa que causa diversos distúrbios, como choque circulatório, alterações na coagulação e falência múltipla de órgãos.
A história é a seguinte:
Vamos imaginar um processo infeccioso localizado, como uma pneumonia ou pielonefrite (infecção dos rins), por exemplo. Neste primeiro momento as bactérias estão alojadas em um órgão, no caso o pulmão ou rim, e são combatidas pelos nossos mecanismos de defesa. Se a infecção não for rapidamente controlada, essas bactérias conseguem acesso a circulação sanguínea e se espalham pelo corpo.
É aí que os problemas começam. Os invasores já não se encontram em apenas um local e as células de defesa precisam agir em vários pontos ao mesmo tempo para combater a infecção. O nosso corpo só sabe combater micróbios através da ativação de processos inflamatórios e neste momento é preciso ativá-lo difusamente. A partir deste ponto, perdemos controle sobre o processo de defesa e a inflamação fica descontrolada, passando a ser mais danosa do que o próprio agente invasor. ( Texto retirado DAQUI )

Eu ruí. Meu bebê corria sério risco de morte. Cerca de 20% dos bebês com sepse sobrevivem. Acho que vivi tantas dores ao mesmo tempo que não conseguia raciocinar, eu entrei num estado de choque, eu estava zazando pra lá e pra cá, com menos de 12 horas da cesárea e com um medo enorme dentro de mim, medo de perder meu filho. Eu mal conseguia olhar aquele peitinho roxo e agonizando. Briguei muito com Deus naquele dia. Só quem já passou pela dor de ter um bebê na Utin sabe o que é . Em vez de tê-lo nos braços e amamentar e levá-lo pra casa, ter que passar pela alegria da vida sombreada pela ameaça da morte. Ir, forçada, embora do hospital, sem o bebê nos braços. Deixá-lo, lutando pela vida, aos cuidados de pessoas que não o amam, para as quais aquilo era só um trabalho. Era só isso que eu pensava. Meu marido e minha médica me obrigaram a ir pra casa. Eu fui, aos prantos, mas voltava todos os dias às 6 da manhã e só saia a meia noite. Eu vi e participei da luta, eu combati com ele, e por ele, eu me rendi a Deus e clamei e chorei e orei e vi no quinto dia de UTIN o João começar a reagir e senti que meu Deus não me abandonou e que a cura viria. Eu não voltaria para casa com as mãos vazias. Porque quem busca a Deus nunca retorna de mãos vazias.
A partir daquele dia a cura foi progressiva, eu o peguei no colo pela primeira vez no seu quinto dia de vida, ele  mamou no meu peito no sexto ainda com um tanto de cansaço respiratório e, no décimo primeiro dia teve alta da UTIN. Fomos para o andar da maternidade e, no dia 19 de dezembro levamos nosso grandioso presente de Deus para nossa casa. Atravessei o saguão do hospital como se tivesse  carrengando a Glória de Deus. O bebê era pra mim a prova viva da existência e poder do SENHOR.
Passamos o Natal mais feliz das nossas vidas, eu, meu marido e nossos dois filhos.
Passado o primeiro mês de vida do João, comecei a perceber que ele fazia cocô mais vezes do que o irmão e que a consistência não engrossava. Consultei o pediatra, que falou que era porque ele mamava demais ( ele engordou 1600kg nos primeiros 20 dias em casa!). Acreditei. Mas no segundo mês de vida as fezes ainda eram moles e muito frequentes. O levei a um pediatra alergista que disse se tratar de uma gastroenterite e que ele melhoraria em 8 dias. Nada disso aconteceu. O João passou a fazer cocôs cada vez mais frequentes e moles. Aos dois meses ele fazia 16 vezes por dia. Comecei uma peregrinação a emergências e a consultórios. Só aos 4 meses, numa madrugada fria de março de 2009, o pediatra da emergência, que era gastropediatra, desconfiou. Começou aí uma bateria de exames e a retirada da amamentação e introdução de uma fórmula extensamente hidrolisada chamada Alfaré. Depois das 4 semanas retornaríamos ao leite materno para ver se o organismo dele aceitaria. A lata deste leite especial custava 236,00 e só dava 1 dia e meio. Mas era só por quatro semanas, pensamos. Foram-se aí uma parte boa do ágio do nosso apartamento que vendemos.
Ao fim deste prazo, o leite materno foi reintroduzido e para nossa surpresa os sintomas da diarréia crônica voltaram,muita distensão abdominal. as crises respiratórias e as lesões na pele também.
O médico então, nos informou que o João sofria de ALPV ( Alergia a Proteína do Leite de Vaca),  e nos explicou que, a proteína do leite materno, apesar de eu também ter cortado tudo que pudesse conter leite da minha alimentação há 2 meses, é muito semelhante a do leite de vaca, e o sistema imunológico de quem tem alergia reconhece qualquer protéina parecida com a do leite de vaca e ela própria como um agente invasor, e a ataca, só que esse ataque acaba atingindo o próprio organismo do indivíduo, no caso do João, o sistema respiratório, o intestino ( muito afetado) e a pele, além do crescimento. A solução seria tentar introduzir um leite à base de soja, o escolhido foi o Aptamil.  Mais um insucesso e o João então foi encaminhado ao Programa de Dispensação de Fórmulas Especiais. Outra peregrinação. Muitas idas a posto de saúde, ao hospital, ao Ministério Público e até ao Palácio do Governo. O nosso dinheiro já havia acabado, não tínhamos mais crédito e economizávamos até as moedas para conseguir comprar as latas. Nosso nome ficou no spc e serasa porque nem que usassémos todo o salário do marido não dava para comprar o leite. Briguei feito uma leoa par conseguir incluí-lo no Programa. Quando conseguimos finalmente a consulta, mais burocracia  e para desespero nosso fui à farmácia comprar as 2 últimas latas no cartão de crédito antes que ele fosse bloqueado também. Voltei chorando muito e pedindo a Deus que fossem as duas últimas latas. Que  ELE curasse mais uma vez o João. Que nós não tínhamos de onde tirar, e aí sim, eu vi, ninguém  nos socorreu. Os amigos sumiram,  os conhecidos mais ainda. Nós erámos a imagem do cansaço e abatimento físico, psicológico e moral porque nunca fomos devedores e nessa epóca meu nome e o do marido ficaram sujos. A vergonha estava sobre nós. Enfiamos uma parte dela no saco e pedimos dinheiro emprestado a minha família, e ainda pagamos essa dívida até hoje. Esperamos até junho quitá-la.
Mas enfim, o João teve sucessões de crises, a dieta foi restrita por quase 60 dias, e ele já estava com sete meses, a só esse leite especial. Nessa epóca começamos a receber o leite do Programa. Mas nunca era suficiente e sempre compravámos pelo menos umas 3 a 4 latas por mês.
 Com as tentativas de introdução de alimentos o João teve reações alérgicas a frutas, arroz, feijão, carne, soja, abobóra, açúcar além do leite.
Então o diagnóstico dele foi refeito pra AMA ( Alérgia Alimentar Múltipla) para saber mais leia esse texto.
Ele passou 3 meses, ou seja, dos 8 aos 11, comendo, batata, cenoura e chuchu cozidos, e banana, maça e pera também cozidas para quebrar as moléculas da frutose e facilitar a digestão.
O que aconteceu foi que o intestino dele de tantas agressões e inflamações constantes, foi perdendo o poder de absorção e digestão dos alimentos e nutrientes. As microvilosidades, que são como pequenos tentátulos na parede intestinal e são responsáveis por este trabalho, no intestino dele eram quase inexistentes, foram atrofiadas pela alergia. Assim, ele perdeu a capacidade de digerir açúcares. Ao completar um ano, a gastropediatra e a nutricionista liberaram o arroz branco, e a maltodextrina, que é um adoçante feito do milho e de fácil absorção. Isso porque ele não crescia quase nada e ganhava pouquíssimo peso por mês. Com um ano e um mês ele passou a comer carne de rã. Isso mesmo, eu, que tenho pavor de reptéis e anfíbios, por longos 8 meses, prepara todos os dias, no almoço e jantar, rã cozida na água e sal para meu pequeno guerreiro. Em agosto de 2010, a equipe me deu a grande notícia de que ele passaria a comer peito de frango, uma grande evolução! Neste meio tempo ele já comia outros vegetais, pão francês, melancia, laranja, goiaba, macarrão e feijão. Tudo só com pouco sal, sem tempero e nada industrializado. Comprei uma máquina de pão e fazia em casa.
 A última tentativa de introdução de alimentos na dieta dele foi a gema do ovo em meados de dezembro e ele teve uma grave reação. Diarréia grave, desidratação, nas fraldas existia mais muco (revestimento do intestino) do que fezes, chegou a tomar 4 caixas de repositor de flora intestinal!
No dia 02 deste mês, ele foi encaminhado para a alergologista, porque é uma prática do Programa, ao completar dois anos, a criança tem que passar por um teste de enfretamento com o leite de vaca. O teste teve início no dia dois com um prick teste, no qual não foi constatada alergia imediata. Então nos foi indicado fazer introdução gradativa de pequenas doses de leite de vaca diariamente, começando por 10 ml e chegando aos 210 ml/dia. Caso ele tivesse reação gastrointestinal, respiratória ou na pele, deveria ser encaminhado imediatamente ao hospital. Ontem completaram-se os 15 dias de teste e NADA de reação!!!!!!!!!!!!!
O João Pedro foi liberado para introdução de todos os alimentos imediatamente. Hoje ele tomou seu primeiro danoninho e almoçou carne móida pela primeira vez. Eu só posso dar glórias a Deus porque nem a gastro do Programa acreditava que ele fosse ingerir carne de vaca antes dos três anos, e isso numa perspectiva muito otimista e ousada dela. Ela ficou tão surpresa com o resultado e feliz, só não mais que eu, meu marido e minha família.
Nós todos sofríamos demais, não tínhamos vida social, não podíamos fazer coisas simples. Até uma visita a amigos ou parentes era complicada, as pessoas não entendiam e nos ofereciam as mais variadas comidas e quitutes na frente dele. Quantas vezes ele chorou pedindo coisas que lhe faziam mal. Não podíamos ir a festas, quando o filho mais velho era convidado para festinhas, meu marido ia com ele e eu e o João ficávamos em casa. Eu deixei de fazer muitas receitas, de comprar também coisas gostosas, minha casa tinha sempre muita fruta e legumes, mas nada de outras comidinhas.
Sofri, ele sofreu, meu marido e filho mais velho também. Muitas internações, muitas infecções secundárias provenientes da fraqueza no sistema imunológico dele. Mas tudo valeu a pena pra chegar no dia 16 de fevereiro de 2011  e ouvir da  equipe do Hospital de Base: " Vai logo pra casa comer danoninho João Pedro!"

Este post é um agradecimento a DEUS que nos deu mais um presente. Que nos honrou e foi fiel mais uma vez! Ele sempre é!
À equipe da UTIN Hospital Anchieta, através da qual Deus operou seu milagre salvando o João da sombra da morte. Obrigada pelo carinho e cuidado que sempre tiveram comigo e com o João Pedro, obrigada principalmente a Francisca, seu amor ajudou a curar meu filho!
Ao Dr. Willian Casagrande, gastropediatra que diagnosticou e tratou o meu filho. Sem seu conhecimento e zelo, não sei o que poderia ter acontecido. Um médico daqueles que não se faz mais.
À equipe do Hospital de Base de Brasília, principalmente à Drª Malu Jaborandy, pelo cuidado no tratamento e atenção, muitos foram os emails trocados e sempre atenciosamente respondidos. À propósito, ontem também foi seu aniversário, que Deus continue te usando e promovendo muitas curas no seu ambulatório, uma vida de felicidade te desejamos.
Ao meu marido, que soube me apoiar e animar nos momentos de treva. Que me mostrou como andar na tempestade é mais fácil se estivermos de mãos dadas. Eu te amo.
Ao João Pedro, meu pequeno príncipe amado, guerreiro e forte. Adorou danoninho, viu gente?


85 comentários:

  1. Que maravilha querida! Imagino vc como mãe o que sofreu todo esse tempo e o quanto se alegrou nesse momento. Que Deus continue abençoando vcs.

    beijos com muito carinho para todos vocês :)

    ResponderExcluir
  2. Ana querida, to chorando tanto aqui que embaçou a tela... rsrsrsrsrsrs
    Amiga, obrigada por compartilhar este momento conosco, Deus é bom, Deus cuida, Deus ilumina!!!
    Estou muito feliz por vocês todos, vc. não tem idéia...
    Parabéns, muita LUZ
    Te adorooooooooooooooooooo
    Beijos
    Vero

    ResponderExcluir
  3. Vim do twitter ler seu texto!!Tenho um neto que se chama João Pedro.Tenho uma neta que sofre com uma alergia a tartrazina;anda com um kit de socorro,para o caso de surgir algo novo,como outro dia qdo comeu um bolo de macaxeira,e teve a crise imedietamente.A massa era industrializada....E eu pensava que isto era horrível,mas acabei de descobrir que não é.Parabéns pela guerreira que é juntamente com toda família;que Jesus os cubra de bençãos sempre e e João firme e forte.Bjs no coração.

    ResponderExcluir
  4. Oi Ana,
    que benção!!
    Que guerreiro Deus te presenteou!!!
    Parabéns pela família...

    Que Deus continue abençoando cada vez mais sua família!!!

    bjksss

    ResponderExcluir
  5. Nossa que coisa mais linda, que confianca, que fe. Estou arrepiada... Sabe, levei 10 anos pra conseguir ter meu unico filho, mas nao chega nem aos pes do que vcs passaram.
    Ale

    ResponderExcluir
  6. Oi Ana Paula,
    Nossa estou com os olhos cheio de lágrimas aqui...
    Que Deus ilumine sempre a sua vida e da sua familia.
    Um grande abraço e o João Pedro (que nome lindo)é um guerreiro...

    ResponderExcluir
  7. Tem um selinho pra vc lá no meu blog. Bjus.
    Flavia http://casinhabonitinha.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  8. Ana, que notícia boa, fico mto feliz por você, pelo João e por toda a sua família.
    Sei bem o que é ter que preparar carne de rã. Meu mais velho tbem precisou usar na alimentação dele, teve a infância cheia de problemas de alergia, mas nada que se compare a esse sofrimento que vc passou.
    O João vai ser um rapaz mto forte, digo fisicamente, a carne de rã embora nojenta,é um alimento mto forte. Se bem que forte mesmo, o seu pno guerreiro já é desde que nasceu, e Deus é claro tem um plano especial para vida dele. Fico mto feliz por você e por ele que agora vai poder comer mtos danoninhos, bjs.

    ResponderExcluir
  9. querida, que e mail mais tocante! Parabens pela vitoria, parabens pela luta incansavel, pela garra e pela grande prova de amor que voce deu ao seu bebe.

    ResponderExcluir
  10. LOUVADO SEJA DEUS, TE HONROU COM A VITORIA, QUE O JOAO CRESÇA FORTE, EM ESTATURA E SABEDORIA!!!BEIJOS!!!

    ResponderExcluir
  11. Olá
    Fiquei emocionada com o seu depoimento.
    E confesso chorei muito
    João Pedro é um vencedor
    Lutei por muitos anos o sonho de ser mãe.e não consegui
    mas Deus escreve certo por linhas tortas né
    Ganhei na rua embaixo de uma cruz meu melhor presente
    Meu filho do coração
    bjs

    ResponderExcluir
  12. Graças à Deus. Que benção. Tenho muito fé em tudo que faço e coloco tudo nas mãos de Deus pois tenho certeza que Ele nunca vai me abandonar, como não te abandonou. Parabéns João Pedro por ter vencido essa batalha, parabéns à você mãe guerreira !!!
    Beijos e um ótimo dia.

    ResponderExcluir
  13. Olá querida!!!
    que história linda, fiquei emocionada, ainda não sou mãe, mas estou me preparando esse ano se Deus quiser, mas imagino teu sofrimento, que luta vcs passaram mas Deus é maravilhoso e a luta já passou, que o João Pedro seja muito feliz, um beijo
    Drika

    ResponderExcluir
  14. TODA HONRA, TODA GLÓRIA, TODO O LOUVOR E ADORAÇÃO´A ELE.Estou sem palavras...lágrimas escorrem...muito do que vc passou eu tb já passei, e ainda passo algumas coisas.Senti muito do que vc tb sentiu, não com repeito a doenças, mas, ao financeiro e outras coisas.Mas, o SENHOR dos exércitos é quem pleiteia nossas lutas, se o deixarmos ser o GENERAL à frente dos combates,e isso vc fez! ELE te deu forças e coragem , além de sabedoria para lutar após ELE,e vcs venceram em nome de JESUS.Passa um filme em minha mente agora....mas, de agora em diante,é só vitória!

    ResponderExcluir
  15. Parabéns por vc não ter desistido.MULHER vitoriosa!

    ResponderExcluir
  16. Li seu texto com lágrimas nos olhos. Imagino toda a dor e sofrimento que você, o pequeno João e toda sua família passaram.
    Mas, agora, com a Graça de Deus, abençoando todos vocês, logo veremos João Pedro aprontando todas por ai, e cada vez mais saudável e se alimentando como deve ser!

    ResponderExcluir
  17. Não há nada melhor nessa vida do que aprender a descansar nos braços do Pai. Ana, entra no descanso do Senhor. Vida longa e abençoada ao João e a toda a família.
    Beijos emocionados e confiantes.

    ResponderExcluir
  18. Nossa que relato emocionante nem te conheço direito mas a cada palavra que lia me emocionava, me dava um nó na garganta e me fazia chorar, me coloquei em seu lugar, coisas tristes, provações e vitórias que Deus coloca em nossas vidas, só quem é mãe e nem precisa passar por tal situação, pode pelo menos imaginar o que vc e sua família passaram por causa do seu amado filho, vcs são vencedores em Deus.

    Um grande abraço

    Fernanda
    nanda_nogueira09@hotmail.com
    Brasília-DF

    ResponderExcluir
  19. Oi amiga, sei bem como é isso tudo, meu filhonão chegou a ser tão gave assim, mas o mais velho também tinha alergia a roteina do leite, e foi çlongos anos no leite de cabra, fazendo doces e bolos com soja para ele poder ir nas festas de aniversário que eu levava o dele. O mais novo, tem intolerancia a lactose, alergia ao tomate, a gergelim, mamão,laranja, ovos, etc,,,Hoje com quase 6 anos, já está mais tranquilo, mas o medo é sempre presente, dele uma hora provar algo oumesmo ser picado por algum bicho e desenvolver alguma reação. Amiga, a homeopatia é o melhor caminho para os alérgicos. Veja um muito bom, que só utiilize homeopatia e vá em frente. Bjkse fique com Deus

    ResponderExcluir
  20. Oi!
    Me emocionei lendo o seu texto e fico feliz que o teu filhinho tenha se recuperado.
    Sabe, minha filha menor também ficou em UTI (icterícia) e eu ficava tocada em ver aquelas mães de prematuros estimulando a produção de leite através da ordenha mecânica e velando o sono dos seus pedacinhos de gente. E fiquei com uma certeza: o mundo está cheio de anjos! Aquelas enfermeiras e médicos cuidam dos filhos alheios com muito carinho e cuidado. É por isso que os índices de sobrevivência em UTIs infantis estão tão altos.
    Minha filha também teve alergia à proteína do leite. Não foi tão severa como a do teu pequeno, mas todos nós sofremos muito. Ela está bem também e é muito feliz e esperta.
    Muitos beijos para teu pequeno. Que ele possa descobrir todos os sabores gostosos da vida!

    ResponderExcluir
  21. nossa, fiquei arrepiado ao ler seu texto. que maravilha! tanto sofrimento que vcs passaram, mas Deus não os abandonou.
    parabéns tb por nunca ter desistido, por mais duro que tenha sido o processo. vcs todos sofreram muito, né?

    que Deus continue a proteger o seu menino... e que vc continue a ser essa mãe maravilhosa.
    bjs

    ResponderExcluir
  22. Depois de tanto sofrimento,Deus os presenteou com essa felicidade!

    Parabéns á você e ao seu filhote.

    Muitas bençãos á sua família!

    bjs

    ResponderExcluir
  23. Que história de vida!Não consigo imaginar como o seu coração deve ter sofrido durante esse período de lutas.
    Que Deus possa abençoar você e sua família!

    ResponderExcluir
  24. Ana parabéns pela vitória de vcs...não consigo imaginar a dor de mãe nesta situação, negar coisas aos filhos...

    Que Deus ilumine cada vez mais o caminho desta linda família...

    bjs

    ResponderExcluir
  25. Ana Paula,
    Parabéns por esta Vitória em Família, pois onde existe FÉ, AMOR e CORAGEM existe VIDA!!! Bjs, Zazá

    ResponderExcluir
  26. amiga ! Fiquei emocionada com a sua história !Com a sua garra , com a vontade de viver doseu filho , e enfim , com essa sua linda família.Mais uma vez o amor venceu !Parabéns!Seja feliz!Beijokass

    ResponderExcluir
  27. Deus é fiel sempre...fico muito feliz com sua alegria e de toda sua família...bjinhos!!

    ResponderExcluir
  28. Deus é fiel sempre!!!
    Que bom que você confiou Nele nos momentos de escuridão... pois pode sentir a sua Glória ao ver seu filho curado.
    Que Ele continue a abençoar toda a sua família e que sua história sirva de balsamo encorajador para os que estão passando por dias de dor e provação.

    um abraço fraterno,

    ResponderExcluir
  29. Oi Ana!

    Li todo o seu relato hoje, logo pela manhã, pelo iphone, mas não comentei aqui. A vida nos prega várias peças e algumas delas são justamente para a gente aprender a valorizar o que, às vezes, nem enxergamos! As dificuldades que vc passou e que ainda passa com seu filho serviram para se amadurecimento pessoal, tenho certeza absoluta disso! E isso é uma vitória além dessa que vc comentou aqui, que, aliás, me emocionou! Um viva para seu pequeno herói e que ele se lambuze muito com potes e potes de Danoninho!

    Bjs

    ResponderExcluir
  30. Oi, deixei um comentário ontem quando li seu texto, será que não foi enviado? =/ Eu disse que me emocionei com seu testemunho e q Deus tem poder para fazer todas as coisas *-* Tõ passando por um momento dificil e seu texto me ajudou a lembrar que Deus ainda é o mesmo e faz milagres! Bjos.

    ResponderExcluir
  31. Nossa que testemunho maravilhoso!!!
    Que Deus continue provendo saúde ao seu pequeno, que João Pedro possa frequentar todas as festinhas que for convidado e comer o que tiver vontade.

    Bom Ana Paula acabo de conhecer seu blog, atravéz do blog da Rita,menina estou em prantos por ler este post tão emocionante.

    Virei todos os dias aqui,e agora vou ficar aqui para ler todo blog.

    Beijos.DEUS ESTEJA SEMPRE COM VC E SUA FAMILIA.

    Adriana-Maringá-Pr

    ResponderExcluir
  32. Ana, não deu pra conter as lágrimas lendo teu post. Minha admiração por vocês ultrapassou os limites das palavras...A luta de vocês foi recompensada através desse milagre... Que a cada dia, somente coisas boas aconteçam...
    Que o Grande Pai os acompanhe sempre...

    ResponderExcluir
  33. OI, amiga queridaaaaaaa!!

    Puxa, estou chorando ao ler sua história...um dia eu te conto a minha.,...meu filhote de 20 anos foi perado 2 vezes do coração antes dos 2 aninhos de idade...sei bem o que é sofre por um filho doente , na UTI, ai, Senhor...que dor !!
    Mas, nosso Deus é tremendo e ELE é fiel !!! Aleluia!
    Seu filho, como o meu, são presentes de Deus e milagres vivos do poder e do Amor do Senhor Jesus na nossa vida!! Obrigada, Senhor, por mais este milagre e demonstração do Teu Cuidado consoco!!!

    Que Deus continue abemçoando vc e toda sua família com toda sorte de bênçãos !!

    Um beijão cheio de carinho!
    Helena
    http://diaadiacorridinho.blogspot.com

    ResponderExcluir
  34. Oi Ana,
    Chorei também como outras blogueiras ...Puxa que benção hein? Algumas tempestades são infinitamente mais difíceis e quando envolvem nossos filhos pequenos uiiii ! Desejo o melhor para vocês como família, que o João possa descobrir a cada dia mais alimentos gostosos e saudáveis também heheh Fiquei feliz em te conhecer.Testemunho lindo! Beijinhos!

    ResponderExcluir
  35. Tô aqui enxugando as lágrimas. Que história comovente e que bom que está tendo um final feliz. Vcs todos são gdes guerreiros.
    Que bom que ele gostou do danoninho.
    Bjs♥

    ResponderExcluir
  36. Oi Ana, é a Vi, veio lagrimas aos meus olhos ao ler seu sofrimento e luta, mas graças a Deus a vitoria veio.
    Oque me lembra, que o choro pode durar uma noite,mas a alegria vem pela manhã..
    Enfim sua manhã chegou!
    Bom final de semana,beijos,Vi

    ResponderExcluir
  37. Ana , querida!

    Inspirada no seu milagre, escrevi um post hoje sobre Esperar no Senhor ...e linkei sua experiência pra todo mundo crescer na fé com vc!!

    Um grande beijo
    Helena
    http://diaadiacorridinho.blogspot.com

    ResponderExcluir
  38. Ana, claro que terminei de ler seu post com os olhos cheios de lágrimas! Sou mãe também e, mesmo a minha filha tendo sido internada uma vez com virose gastrointestinal porque desidratou já sofri horrores vendo minha filhinha indefesa na cama do hospital tomando soro naquele bracinho pequenino, então, não sei nem como imaginar seu sofrimento nesse período todo. Mas graças a Deus seu filho está curado e vcs podem voltar a ter uma vida normal agora.
    Que Deus abençõe vc e sua família e traga muitas alegrias para vcs.
    Ah, e quem é que não gosta de Danoninho, heim? rsrs
    Beijinhos, querida!

    ResponderExcluir
  39. ♥ Conheci seu bog por meio do Dia a Dia Corridinho. Feliz por sua vitória. Feliz pela GRAÇA que Deus lhe concedeu!!
    Querida, talvez sempre soubeste, mas é que nos momentos de lutas, as vezes, a gente esquece e se desespera, né?! É normal, mas o certo é que: "Mas em todas estas coisas somos mais do que vencedores, por aquele que nos amou."(Romanos 8:37) e "... a sua misericórdia dura para sempre."( Salmos 106:1). Por isso querida vamos louva-LO para sempre!!!!!!!
    Que Deus continue te abençoando e que teu filho também seja um homem que louve a Deus e que seja segundo o coração de Deus.
    Beijos no seu ♥

    ResponderExcluir
  40. Que coisa mais linda e emocionante seu testemunho. Deus é mesmo maravilhoso!
    Beijos

    ResponderExcluir
  41. ♥ Esqueci! Graça significa: favor não merecido. TUDO e para TODOS é graça, pois somos pecadores, tortinhos e a todo tempo estamos, quer por ações, pensamentos, e omissões transgredindo a vontade de Deus (=pecado).
    Esqueci também de dizer que é muito lindo o seu louvor e as suas ações de graça a Deus. Um abração

    ResponderExcluir
  42. Oi Ana!

    Menina, eu não tinha ideia de que o problema do seu filho com alimentação era tão serio, tão restritivo.

    E vc, com essa carinha de menina, sempre tão serena, mesmo tendo passado/passando por problemas tão sérios...

    Que Deus ilumine você e sua família sempre, que se mantiveram firmes e unidos mesmo nas piores adversidades.

    Texto emocionante, parabéns por ser a guerreira que é!

    Bjos.

    Clau

    ResponderExcluir
  43. Oi Ana,
    Chequei aqui atraves da Helena.
    Que benção, seu milagre chegou!
    Deus responde as nossas orações.Jesus abençoe o João Pedro e faça dele um homem de Deus
    Beijos

    ResponderExcluir
  44. Nossa amiga, marido aqui ao lado, está me olhando esquizito, porque estou chorando! (já expliquei)

    Amiga, que lindo! Como Deus tem sido fiel com seus filhos né?
    Dê esse testemunho na sua igreja tbém amiga, tenho certeza que lá muitos ORARAM por seu filho e merecem Ouvir seu testemunho...

    Eu e Clau Finotti já cogitamos UM ENCONTRO DAS BLOGUEIRAS DE GOIÁS, eu quando formos (claro vc tá incluída), vou levar meu Joao Pedro e vc o seu, e comprarei muitos danoninhos...êbaaaaaaaaa!

    Beijos Amiga!

    ResponderExcluir
  45. Ana Paula, li este post chorando, tentando imaginar tudo que vcs passaram, pq saber mesmo só quem passa.
    Parabéns por esse milagre, eu tb ACREDITO em NOSSO DEUS e que ELE continue a abençoar o João Pedro.
    Um grande beijo no seu coração!
    Soraya

    ResponderExcluir
  46. Olá, Ana Paula!
    Pela manhã, quando a Fernanda indicou-me a leitura do seu post, vim até aqui, fiz a leitura e quando percebi já era hora de levar o filho mais velho pra escola. Por isso, deixei para voltar depois.
    Conforme fui lendo, fui relembrando situações que passei com meu filho mais novo de 2 anos e meio.
    Sei muito bem o que é peregrinação por pronto socorro, clínicas, laboratórios e afins.
    Correria, muitos remédios, incertezas.
    Desde o final da gestação problemas apareceram, passando pelo nascimento e em toda a vida dele. Muitas foram as situações sérias e as incertezas de diagnósticos médicos.
    Meu pequeno também é um guerreiro. Já passou por cirurgias e exames invasivos que de pensar arrepia.
    Contudo temos cantado a Deus que "nas pequenas coisas, posso ver Tuas mãos. E nas grandes lutas tens me dado Tua salvação...."
    Nossas lutas tem sido muitas e as vitórias garantidas.
    No momento estamos em mais uma investigação e contamos com as mãos do Senhor para intervir.
    Final do ano passamos um mês fora de casa para tratamento dele.
    Bom, vou para por aqui, pois a história é beeem longa. rsrs
    Estou muito, muito feliz com a vitória de Jesus manifesta em sua família.
    Que Deus os abençoe sempre.

    Bjinhos,
    Ale (feliz em te conhecer!)

    ResponderExcluir
  47. Deus nunca falha!!!!
    Sua família é prova desse poder!!!!
    Espero que estejam todos bem!!Li tudinho, bastante emocionante sua luta!!! Um grande abraço.

    ResponderExcluir
  48. que maravilha ,graças a Deus ele podera ter uma vida normal,pois como mãe imagino como é duro ver nossos filhos querer comer e n poder ,que tudo de bom aconteça na vida do seu pequeno anjo felicidades.

    ResponderExcluir
  49. LOUVADO SEJA DEUS...!!!***
    Maravilhoso post..uma lição de fé e luta...
    Posso até sentir a alegria e glória de vcs..não há vitória maior que a saúde de nossos filhos...]
    Deus abençõe vcs e preserve todos sempre bem e felizes...

    ResponderExcluir
  50. Ana Paula,

    Amiga, sinta-se abraçada, parabéns por essa conquista, provavelmente a maior e melhor de todas, que Deus sempre abençoe todos vocês.
    beijos

    ResponderExcluir
  51. Oi Ana...
    Que bençao, Deus lhes deu em???
    Que bom que agora ele esta bem. E Deus sempre providencia suas obras nas horas certas.
    Que Deus Continuem sempre e sempre nas suas vidas...
    Bjs ao João Pedro e muitos e muitos danoninhos...rsrsrs Que bom ve-la feliz e com essa garra...
    Embora eu esteja te conhecendo agora, mas é como se nos conhececemos a anos.

    Bjs...
    Fiquem com Deus!!!

    ResponderExcluir
  52. Que Maravilha Ana..que bençao mesmo...como Deus é bom..ja passei um pouco por isso e entendo um pouco da sua dor!!!
    Estou muito feliz por vcs e que tudo possa ser renovado dai pra frente!
    Beijinhos pra todos vcs :)
    So

    ResponderExcluir
  53. Ana querida lágrimas correm por meu rosto agora, que bom querida, minha felicidade é enorme por saber que seu filho está bem, que tudo passou, foi uma grande luta, uma batalha, mas você e sua família com união, amor e respeito souberam vencer.
    Que bom que papai do céu por todo este tempo esteve contigo e com certeza te carregou no colo nos momentos mais dificeis.Beijos amada, a ti, a João Pedro, a teu esposo e a teu outro filhote, sejam felizes e aproveitem muito a paz que reina em seus corações com esta maravilhosa noticia.

    ResponderExcluir
  54. Deus é magnifico, pois ele deu essa prova para o seu filho tão pequeno para ele já se tornar um grande homem. Pois ele sera com certeza uma pessoa que ira curar muitas outras, no sub consciente dele estão armazenadas as batalhas por ele vencidas e isso o tornara um possivel agente ligado a saúde.. Vc só tera orgulho dele... Deus é nosso mestre... Que a paz, alegria rondem sua vida;;;

    ResponderExcluir
  55. Que hist´ria emocionante eu chegeui chorar, olha eu sei qual é a dor de vim para a casa da maternidade sem o filho nos braços, meu filho ficou no hospital 8 dias, nasceu de 8 meses hoje tem 15 anos e se desenvolveu mais que todos da sua idade, acho que é devido ao cuidado extremo que tinha com ele,sou estudande de nutrição e imagino a barra que passou com ele com uma alimentação tão limitada.
    Você venceu, agora tudo vai dá certo e ele crescerá com muita saúde, Deus abençõe vcs.
    Bjos.

    ResponderExcluir
  56. Oi querida
    Conheci seu blog através da Helena e amei a sua vitória.... Deus é fiel e tenha certeza que desde o seu ventre o João já é um escolhido de Deus... Vcs são vitóriosos e nas dificuldades sempre deêm glória a Deus pq ele nunca falha... Deus abençõe grandemente a sua família e que vocês sejam cada dia mais e mais felizes!

    ResponderExcluir
  57. com os olhos marejados, digo que essa foi a história mais emocionante que vi nos últimos tempos... parabéns pela garra, pela perseverança, pela luta e glória a Deus pelas vitórias, Ana!
    Que o Senhor continue cuidando do seu pequeno e da sua família, renovando sempre as forças, a fé e a alegria!
    Bjos

    ResponderExcluir
  58. Estou embargada de tanta emoção e com os olhos marejados de lágrimas que não consigo nem digitar, só posso disser a ti e a tua familia:
    Que Deus continue os abençoando e oprando milagres na vidas de vocês, e ao Pequeno GRANDE e FORTE João Pedro que continue comenda danoninho sempre....rsrsr
    Beijinhos
    Sandra Ferreyra

    ResponderExcluir
  59. Que bom Ana. Vou torcer para que o João continue se recuperando. Contar a estoria é uma coisa. Viver essa estoria é que é uma barra pesada.

    ResponderExcluir
  60. Ana, eu fiquei emocionada lendo tudo isso, e foi impossível não chorar, vivenciar o que vc passou, quem é mãe sabe... tenho dois filhos e imagino a tua sensação, teus sentimentos ao passar por tudo isso. A Helena é uma pessoa abençoada, que ainda não tive a honra de conhecer pessoalmente, mas temos nos falado e será em breve, ela sempre tem palavras de apoio, fé e encorajamento, é a docilidade em pessoa. Apesar de todas as dificuldades, sua história teve um final feliz e isso é o que vale, seu pequeno guerreiro pronto prá levar uma vida normal, que venham muitas comidinhas gostosas e uma vida mais leve, tranquila e feliz prá vocês. E eu sou cristã convicta, espero e tenho em Deus sempre, elevo sempre à Ele meus pensamentos, pedidos e gratidão, sou fiel e creio, porque os médicos são apenas instrumentos de sua vontade. E fico feliz por ler que você teve um equipe médica competente e amorosa cuidando de vocês, algo cada vez mais raro. Que Deus continue enchendo a sua casa e a sua família com bênçãos, muita alegria dos pequenos, felicidades e saúde!!! Super feliz em saber desse desfecho. Beijocas ♥

    ResponderExcluir
  61. Oi Ana.
    O que voce passou com seu Bebê foi muito triste.Uma provação.
    Mas DEUS está presente e opera milagres que só a ELE pertencem.
    Que nosso Pai continue protegendo voces e em especial a Jõao Pedro.
    Que esta inabalável FÉ continue sempre presente.
    Que DEUS abençoe a todos voces.
    Bom domingo para voce.
    bjtos.Nile.

    ResponderExcluir
  62. oi Ana
    Menina que história essa de seu bebê ...não tem como ler e não chorar,se emocionar
    Que menino forte esse seu Parabéns!!!!
    Esse post vc deveria guardar e mostrar a ele quando for maiorzinho para que ele tenha sempre certeza que sua vida é um milagre divino e que ele é um grande guerreiro,batalhador
    Que tem a força de poucos
    Ai Ana que felicidade...apesar de todo sofrimento que vocês passaram,agora vc pode ter seu filho mais animadinho comendo de quase tudo,tomando seu danoninho...Que dádiva
    Parabens Ana que sua familia seja sempre repleta de alegria,de muuuuita saude
    Que Deus abençoe voces sempre,sempre,sempre

    ResponderExcluir
  63. Olá Ana, Glória a Deus, pela vida de você!
    Que delícia ler o testemunho de vocês! Tenho um guerreiro de 02 aninhos chamado Davi, sofreu muito durante a gestação e parte, mas resisitiu bravamente.
    Também é alérgico a algumas coisas, mas nem se compara com o que o seu filho passou, em Março deste ano ele teve um choque anafilatico, e mais uma vez Deus nos deu vitória.
    Bjs e muitas benção para vocês.
    Com o amos de Cristo.
    Graciete
    gracitardioli@hotmail.com

    ResponderExcluir
  64. Ana, fiquei muito emocionada com toda a sua história.
    As vezes parece que Deus testa a nossa fé.
    E como é doloroso para uma mãe, ver um filho com qualquer problema de saúde que seja, imagino o seu cansaço, a sua revolta e toda a sua peregrinação.
    E como mãe e cristã que sou, acredito que Deus fez um milagre em sua vida.
    Relatos como o seu, são de grande importância para pessoas que passam por momentos parecidos e para pessoas descrentes.
    Beijinhos... que seu pequenino tenha sempre muita muita saúde.

    ResponderExcluir
  65. eu sou mãe de um meninho de 3 anos, e li seu relato com o coração na mão... MEu filho não teve nenhum grave problema, mas suas palavras calaram minha alma e molharam meu rosto.. Imaginei cada aprovação sua como se fosse eu, porque eu sei o que é ser mãe, e imaginei E se fosse comigo?;.... Você e seu marido merecem toda a felicidade do mundo, junto com sua família sei que ultrapassarão barreiras e logo restabelecerá tudo. Fiquei feliz ao saber que seu filho tinha melhorado (e até sorri quando li o médico mandando ele ir comer danoninho..rs). Querida, acredite sempre em Deus, ele é o Deus dos milagres, o Deus do Impossível, onde podemos reconfortar nele, dar nossas dores que ele nos encaminhará e no guiará ultrapassando as provações. Felicidades para vc e sua família viu?
    abçs
    Odile
    http://tinaup.blogspot.com

    ResponderExcluir
  66. Paula, você acreditou na Providência Divina e Ele respondeu com a cura do João,MILAGRE...Que Deus continue a encher a sua família de bençãos. E que o João coma muito Danoninho, sorvete e o "meu" pão de queijo também. O Gui também, né!!!Beijo para vocês!

    ResponderExcluir
  67. SUA HISTÓRIA ME EMOCIONOU ,QUANTA FÉ, QUANTO SOFRIMENTO,QUANTO CHORO VC NUM DEVE TER DERRAMADO, AGORA É SO ALEGRIA, VIVA AO JOÃO PEDRO, VIDA A JESUS CRISTO SALVADOR, QUE MOSTROU QUE SO TERMOS FÉ, POIS NADA É POR ACASO.DEUS NÃO TI DA UMA CARGA MAIOR QUE VC NÃO POSSA CARREGAR. QUERIDA QUE DEUS CONTINUE TI ABENÇOANDO...BEIJOS NA FAMÍLIA E NO JOÃO PEDRO.

    JOSY

    ResponderExcluir
  68. Boa noite, Paula,
    Fiquei conhecendo seu blog através do blog diaadiacorridinho da Helena. Estou muito emocionada e feliz com as coisas que acabei de ler. Deus é assim: Maravilhoso!
    Obrigada por compartilhar essas bençãos. Eu estava mesmo precisando de ler algo assim.
    Beijinhos,
    Joana (Jô)
    blog: joartflores.blogspot.com

    ResponderExcluir
  69. Lendo o seu post,pensei...nós nao damos valor as simples coisas da vida...vou rever meus conceitos...
    Parabéns guerreira...vc é MÃE e mãe faz de tdo pelo filho....

    ResponderExcluir
  70. Nossa! estou chorando ate agora! Nosso Deus é maravilhoso! Que ELe continue abençoando o João Pedro, mesmo nome do meu irmão! Que ele tenha muita saúde!
    Beijos

    ResponderExcluir
  71. Paulinhaaaaaaaa!!!! Que VITÓRIA MARAVILHOSA!!!!!!!!! Só DEUS mesmo e o Tempo que cura tudo!!!!
    Agora não tem desculpa, qdo vier aqui vamos comemorar! Estou muito feliz por vcs! Vcs merecem!!! Eu que tive e tenho a sorte de conhecer vcs de pertinho rsrsrrs, sei do quão guerreiros vcs são.
    Bjus, Bjus, Bjus... Estou realmente muito FELIZ por vcs!

    ResponderExcluir
  72. Isso que é mãe! Menina, eu agradeço a Deus por nunca ter nenhum problema grave com meu filho, e peço para ser sempre assim. A coisinha mais gravezinha que ele teve foi um refluxo, mas que graças a Deus, curou rápido.

    Impossível ler seu esse post sem lágrimas nos olhos, bendita seja a obra de Deus. Não sou muito religiosa, mas, reconheço seu milagre em nossas vidas. Só o amor e o amor de mãe é incomparável, é algo que pesou muito para essa recuperação.

    Coisas assim fazem a gente ver que a felicidade mora nas coisas simples, um danoninho por exemplo.


    Beijos em vc e no filhote

    ResponderExcluir
  73. Oi querida ainda permaneço por aqui e acabei de ler este post que só tem a mostrar como Deus existe.
    Estou aqui aos prantos e sem palavras ao lado do meu filho imaginando tudo o q vc passou, seu filho é um guerreiro, uma bênção em suas vidas.
    Beijos

    ResponderExcluir
  74. Nossa, conheci seu blog hoje, e ja me fez chorar, que emoçao ler seu relato. Parabéns a familia que tem, todos muito guerreiros. Que Deus continue os abençoando. E se prepare querida, para receber tudo de bom que Deus tem para vocês, pois sempre depois da tempestade vem a bonanza, e pelo seu relato chegou para sua familia. Adorei seu blog, parabens mesmo. Bjo

    ResponderExcluir
  75. que deus esteja sempre presente na vida de voces, tanto força e resignaçao em todas as dificuldade.
    Tenha muita fé no Senhor Jesus.
    bjs.

    ResponderExcluir
  76. Oi, Ana Paula!
    Fui parar em seu blog através de um comentário seu no blog da Ruby.
    E em seu testemunho de vitória, não sei se chorava por sua angústia ou se chorava de alegria. Hihihihi
    Com certeza foi alegria!!
    Que Deus continue abençoando sua família!!!!
    Abraço!

    ResponderExcluir
  77. Que lindo!
    Chorei de emoção por vocês!
    Que todos os seus dias sejam de glória e felicidade constantes!

    ResponderExcluir
  78. Voltei no tempo, há 5 anos atras fui libertada desse sofrimento, confesso que até hj, quando meu filho tem diarreia tremo, mas esta tudo bem com ele, muito sofremos pelos leites e comidas especiais, mas valeu a pena pode ter certeza...que Deus continue cuidando e te dando força...

    beijao

    Fer

    ResponderExcluir
  79. Ana tenho passado sempre por aqui,dado uma bisbilhotada,te conhecendo mais um pouco.
    Então hoje me deparei com esse post e fiquei emocionada demais.
    Eu,'manteiga derretida' que sou, não pude evitar o choro.
    Parabéns querida.
    Deus abençoe sua família.

    ResponderExcluir
  80. ola Ana !!!

    Que Deus abencoe a sua familia fiquei muito emocionada com o seu testemunho, parabens o seu blog é muito lindo , um otimo final de sabado , um beijo

    Cris

    http://adorocraft.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  81. Querida Ana, ainda a pouco elogiei a familia linda que vc tem, e agora lendo oq vc escreveu, complemento linda e abençoada, to em lágrimas lendo seu relato e sua dor, parabéns pela sua garra e fé, tbm penso que se não tivermos Deus nas nossas vidas não somos ninguém, tenho sempre comigo um trecho de uma letra da música da Marisa Monte '... Quem tem Deus como império, no mundo não está sozinho...' Que Deus continue te iluminando e abençoando essa familia e em especial o seu pequeno guerreiro.
    Beijos com carinho. Carla
    http://jeitofelizdeser.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  82. Ei Ana, quando olhei o tamanho do post tive preguiça de ler, mas alguma coisa me tocou e comecei a ler, acho que nunca me emocionei tanto, to chorando de soluçar , meu marido perguntou se estou passando mal rs.
    Deus é fiel minha querida, quando ele cura cura. Tenho fé em Deus que seu guerreiro não terá mais nenhuma complicação. Você e sua família já estão em todas minhas orações.
    Esse post foi uma lição de vida pra mim. Tenho síndrome do intestino irritável, e quando como algumas coisas tenho diarreia reclamo feito uma louca. A partir de hoje já não reclamarei, sou adulta e entendo o que posso ou não posso. fico imaginando o quanto você e seu bebe sofreram, sem poder comer se quer um danoninho.
    Meus parabéns querida, pela sua força e garra. Deus te honrará ainda mais.
    Fique com Deus.
    Beijos Raffaela Ferreira
    http://abstratooficial.blogspot.com

    ResponderExcluir
  83. Ana, o que Deus determina, somente ele pode findar. Você foi e é o Anjo que ele colocou aqui na terra parea cuidar do seu Joãozinho, e olha, foi foi bem. Qd Deus lhe perguntar do filho que ele te emprestou, vc certamente saberá o que dizer. Deus lhe abençoe e N.Srª tb que é mais conhecedora de dores do que nós. Enilde
    birulaartes.blogspot.com

    ResponderExcluir
  84. Terminei de ler o post com um nó na garganta mais feliz pela vitória do JP!
    Toda honra e toda glória ao Senhor que deu forças a vcs e ao pequeno guerreiro!!

    ResponderExcluir
  85. Ola, entre no seu blog por acaso, para saber das onde obter parceiras para o meu blog, e me deparei com este texto, este desabafo, esta vitoria. Eu tambem tive uma filha em junho de 2011, a Rita de Cassia (em homenagem a Santa Rita) e ela teve o mesmo que o seu filho nos pulmoes e foi da sala de parto direto pra UTI. So quem ja passou sabe a dor, a angustia eas incertezas de saber que pode-se perder o ser mais amado das nossas vidas. E eu nao podia desanimar, pois tinha o Jose Luis em casa esperando por mim, so com 11 meses. Foram 10 dias, com tubos, antibioticos, e mais mil fios que nem hoje sei pra que serviam. 48 horas depois, dei uma de louca e quase obriguei ao obstreta a me mandar pra casa, e ele mandou, pois eu disse que se nao me mandasse ele, eu ia sozinha, sem autorizacao. Eu nao aguentava a agonia de dormir ali, sozinha, sabendo que a minha santa estava na UTI e com o perigo de ser transportada para outra cidade, onde havia o centro pediatrico a altura do problema. Os enfermeiros foram unanimes em dizer que se fosse um rapaz talvez nao teria sobrevivido. Ela entrou na UTI so com 45% de autosuficiencia respiratoria e logo lhe colocaram o bypass, o aparelho no nariz que os ajuda a respirar ate que os seus pulmoes conseguissem produzir as enzimas para os separar toda vez que ela respirava. Ver o seu torax afundar e descompassado, me deixava alucinada... E so dizia, que eu era uma incompetente que deveria ter esperado mais com ela no ventre. Mas as dores e o cansaco nao ajudaram em nada e o obstreta decidiu por bem tira-la com 8 meses.
    Mas a tua caminhada foi muita mais ardua que a minha, e jamais tenha vergonha de todo o sufoco, voces salvaram a vida do vosso filho junto com um assopro de Deus. Ele vos escolheu, pois sabia que voes conseguiriam passar por tudo isso.
    Chorei ao ler seu texto. De tristeza, de agonia, de felicidade, de vitoria.
    Que o Joao Pedro fica cada vez melhor!!!!
    Um beijo grande desta brasileira que vive longe e que sente tantas saudades do seu povo!!!!
    Beijo o coraçao da sua familia, e força!!!
    Elisa Barradas
    Locarno, Suiça

    ResponderExcluir

Deixe seu comentário: